Arquivo da tag: rock

Guns N’ Roses no Rock in Rio: foi ruim, mas foi bom

Axl Rose encerra o Rock in Rio 2011 - Foto: Marcelo Saião/EFE

Axl Rose encerra o Rock in Rio 2011 - Foto: Marcelo Saião/EFE

Não vi muito o Rock in Rio. Pra falar a verdade, vi bem pouco. Mas, por causa da insônia, fiquei até quase 5h da matina vendo o show do Guns N’ Roses. Dei uma olhada nos comentários no Twitter e no Facebook, e a galera estava dividida. Muita gente desceu a lenha, outros encheram a bola. Eu entendo os dois lados.

Qualquer um que tenha uns 30 anos sabe uma penca de músicas do “Guns”, que era como a gente chamava a banda do Axl, do Slash, do Duff, do Izzy, do Steven. E acho que, para qualquer trintão, era um daqueles shows, no mínimo, que se espera para ver, nem que seja um pouquinho.

O que eu vi do show… Foram duas visões que, pensando bem, se assemelham. Alguém aí se lembra de Elvis Presley antes da morte? Gordo, ainda usando os modelitos do auge, tentando cantar os seus sucessos, mas esbarrando em suas limitações (a voz tinha acabado) e, no fim, fazendo o que dava para fazer. Ou ainda: imagine um tiozinho, com uns quilos a mais, cabeleira cumprida e bandana na cabeça fazendo covers do Guns?

Guns N’ Roses – Knockin’ On Heaven’s Door (Rock in Rio 2011)

Fiquei com essas sensações. Claro que Axl não tem a mesma voz de 20 anos atrás e, às vezes, dava a impressão que ele estava mais preocupado em não se molhar do que em tentar cantar. Em outras, ele se esforçava, mas, simplesmente, a voz já não está mais entre nós. Ou seja, estava ali fazendo o que dava pra fazer. Claro que teve guitarrista errando nota e que bateu uma saudade danada do Slash, mas, bem, o que tinha pra hoje eram aqueles caras e vamos que vamos.

Axl parecia um Elvis no fim da carreira, não conseguindo cantar direito? Sim. A banda errou várias vezes, como erram bandas covers mundo afora? Opa, com certeza. Parecia uma banda cover com o Elvis decadente cantando? Sim.

Ou seja, tecnicamente falando, fiquei com a impressão de que foi um show péssimo. Teve um monte de evento pirotécnico que entrou errado, vide “Live And Let Die” ou “November Rain”.

Mas, virando a moeda, era o Guns, sabe? “Welcome To The Jungle”, “You Could Be Mine”, “Patience”, enfim, alguns dos maiores hits da vida dos trintões brasileiros, bem ou mal, estavam lá. Confesso que, em alguns momentos, me vi cantando junto. Baixinho, pra não acordar a vizinhança, mas cantando junto. Ou vai dizer que dá pra ficar quieto ao som de “Paradise City”?

Resumindo, foi ruim, mas foi bom.

Guns N’ Roses – Melhores momentos do Rock in Rio 1991

P.S.: Pra que ninguém encha o saco, em nenhum momento estou comparando musicalmente Elvis e Axl, pelamordedeus. Comparo as situações, e apenas isso.

104 Comentários

Arquivado em Música

Foo Fighters no Brasil em abril do ano que vem, fechando o Lollapalooza?

Foo Fighters no Brasil? Quem sabe... - Foto: Divulgação

Foo Fighters - Foto: Divulgação

Acabo de ler no site Omelete que o Foo Fighters será a atração principal no Lollapalooza, em abril do ano que vem, em São Paulo. Nada de confirmação oficial, mas a nota deixa a entender que um dos patrocinadores deu uma de bocó e soltou a informação.

A primeira notícia é de que eles viriam para o Brasil, e ponto final. Depois, os rumores é que viriam em novembro. Em seguida, diziam por aí que a data seria começo de novembro, na mesma semana do Pearl Jam. Pintou o boato que eles viriam no ano que vem por falta de datas aqui e na agenda dos caras. Enfim, chega a notícia do Lollapalooza.

Na versão americana do festival, que aconteceu em agosto, eles fecharam o último dia. Logo, tem uma lógica na presença deles no mesmo festival aqui no Brasil e também no Chile.

Posso dizer com todas as letras que é o show que mais quero ver nos últimos tempos. Fui no U2 e foi bem sensacional. Estou com ingresso comprado para o Pearl Jam e tenho a sensação que será inesquecível. Mas Foo Fighters…

Pensando no mainstream, acho que a banda de Dave Grohl é mais “rock’n roll” do planeta, se é que ainda existe “rock’n roll”. A evolução dos caras é absurda, basta ouvir “Big Me”, de 1995, e qualquer uma do último disco, como “Walk”.

Mas o melhor de tudo é que o Foo Fighters é uma banda de palco. Jogue no Youtube “Foo Fighters Live” e clique sem medo no que vier. Os shows dos caras são de arrepiar. A energia, não só de Dave Grohl, é contagiante. E é por isso que eu quero ver os caras ao vivo, aqui ou em qualquer lugar do mundo.

Abaixo, Foo Fighters  no Lollapalooza deste ano. Uma amostra do que vem por aqui. Estamos no aguardo.

2 Comentários

Arquivado em Música

E a música de hoje é…

Foo Fighters ao vivo no estádio Wembley, em 2008 - Foto: Reprodução

Foo Fighters ao vivo no estádio Wembley, em 2008 - Foto: Reprodução

“Best of You”
Foo Fighters

I’ve got another confession to make
I’m your fool
Everyone’s got their chains to break
Holding you
Were you born to resist?
Or be abused?

Is someone getting the best
The best, the best, the best of you?
Is someone getting the best
The best, the best, the best of you?

Or are you gone and on to someone new?

I needed somewhere to hang my head
Without your noose
You gave me something that I didn’t have
But had no use
I was too weak to give in
Too strong to lose
My heart is under arrest again
But I’ll break loose
My head is giving me life or death
But I can’t choose
I swear I’ll never give in
I refuse

Is someone getting the best
The best, the best, the best of you?
Is someone getting the best
The best, the best, the best of you?

Foo Fighters ao vivo no estádio Wembley, em 2008 - Foto: Reprodução

Foo Fighters ao vivo no estádio Wembley, em 2008 - Foto: Reprodução

Has someone taken your faith?
It’s real, the pain you feel?
Your trust?
You must confess
Is someone getting the best
The best, the best, the best of you?

Has someone taken your faith?
It’s real, the pain you feel?
The life, the love you’d die to heal
The hope that starts
The broken heart
Your trust, you must confess

Is someone getting the best
The best, the best, the best of you?
Is someone getting the best
The best, the best, the best of you?

I’ve got a another confession, my friend
I’m no fool
I’m getting tired of starting again
Somewhere new
Were you born to resist or be abused?
I swear I’ll never give in
I refuse

Is someone getting the best
The best, the best, the best of you?
Is someone getting the best
The best, the best, the best of you?

Has someone taken your faith?
It’s real, the pain you feel?
Your trust?
You must confess

Is someone getting the best
The best, the best, the best of you?
Is someone getting the best
The best, the best, the best of you?

Deixe um comentário

Arquivado em Música

Freddie Mercury e o melhor vídeo de casamento da história

Google usa a data para homenagear Freddie Mercury - Foto: Reprodução

Google usa a data para homenagear Freddie Mercury - Foto: Reprodução

Freddie Mercury comemoraria 65 anos nesta segunda. Goste ou não, o cara é uma lenda. O Queen, idem. É muito louco esse poder que a música tem, de eternizar pessoas (o autor, a banda, a ligação de uma música com pessoas que você gosta) e momentos (já imaginou qual é a trilha sonora da vida?).

Deveria ser bacana ter Freddie Mercury em uma festa. Claro, ele seria o centro das atenções. Levar o cara para uma balada seria genial. E que balada mais legal do que um casamento? O vídeo abaixo é sobre o casamento de Brian e Eileen. Obviamente, não tenho a menor ideia de quem sejam. Mas a descrição diz “The best wedding music video ever”, o melhor vídeo de casamento da história. Eu concordo. É como ter Freddie Mercury em seu casório. “Don’t Stop Me Now”!

Ah! Aproveitando a data, o Queen disponibilizou, em seu perfil no Youtube, pela primeira vez, a íntegra do show “Live At Wembley”, de 1986. São 21 músicas e uma atmosfera absurdas, em uma dos maiores apresentações da história da música. É de chorar, literalmente! Vale a pena!

Deixe um comentário

Arquivado em Análises espertas do cotidiano, Música