Arquivo da tag: Pelé

Por que eu defendo Pelé no Mundial de Clubes

Pelé, o eterno "Rei" do futebol - Foto: Divulgação/Santos FC

Pelé, o eterno "Rei" do futebol - Foto: Divulgação/Santos FC

Defendo arduamente Pelé no Mundial de Clubes da Fifa. Seria algo antológico para o Santos, para o Barcelona, para o Mundial, para o futebol. O maior e melhor jogador da história desse esporte merece, sim, uma homenagem como essa. O futebol merece essa homenagem. Nós, torcedores, idem.

Defendo, sim, Pelé, no Mundial, de terno e gravata, como embaixador do Santos na competição. O “Rei” deveria ser o primeiro a descer do avião, aquele cara que puxaria a fila do Santos em tudo que é evento no Japão. Seria algo antológico abrir a portinha do avião e aparecer o eterno camisa 10.

Defendo que Pelé não seja inscrito como jogador no Mundial. Seria uma bela jogada de marketing, mas o esporte ainda é superior ao marketing, não? Esportivamente falando, ele não tem condições de mais nada. É um gênio, foi e sempre será o “Rei” do futebol, isso está escrito, está na história, não há mais nada a ser provado. Inscrever Pelé significa colocar o marketing à frente (ou seria acima?) do lado esportivo.

Defendo que Pelé dê zilhões de entrevistas no Japão, seja tema de inúmeros programas de TV, apareça em infinitas propagandas. Ter Pelé como embaixador é tirar Neymar e companhia dos holofotes. Pelé fica com a fama, com os flashs, com as câmeras, enquanto o Santos, o time, os jogadores, pensa unicamente na bola, no jogo, no Mundial.

Defendo que Pelé entre em campo para bater uma bolinha com Neymar e companhia depois de um treino qualquer. Imagine a troca de passes entre o “Rei” e seu súdito mais famoso na atualidade? É de cegar só de pensar na quantidade de flashs que seriam batidos. Imagens como essas ganhariam capas de jornais e invadiriam TVs no mundo inteiro. Seria genial.

Defendo que Pelé ainda visite um treino do Barcelona e bata uma bolinha com Messi e companhia depois de um treino qualquer. Imagine o “Rei” e o súdito de Maradona trocando passes de cabeça, com o próprio “Rei” fez com o “Dios” na estreia de “La Noche Del 10”? Flashs infinitos e, outra vez, o mundo inteiro estaria sob os pés de Pelé.

Enfim, defendo Pelé no Mundial. Claro, como não. Mas como “Rei” do futebol, superior aos mortais que estarão em campo brigando pelo título, pelo Olimpo. Pelé em campo, para mim, soa como brincadeira. E os deuses do futebol não gostam muito disso. Como diria o filósofo, “a bola pune”. Mazembes estão aí para não ser esquecidos.

2 Comentários

Arquivado em Futebol

Futebol e música: lateral do Real Madrid se arrisca no rap

A união entre futebol e música, geralmente, não dá certo. O que tem de jogador que se arriscou a cantar e deu papelão não tá escrito. Agora, foi a vez de Royston Drenthe, lateral do Real Madrid. O holandês deu uma de rapper e lançou, ao lado de Boef e Vallery, a música “Jemay-Lee”, possivelmente em seu idioma natal. Eu achei ruim, é isso. Abaixo, você pode conferir Drenthe cantando (naquelas, ele não canta a música inteira, é quase uma participação especial) e, claro, Pelé e o inesquecível “ABC”, um clássico.

Pelé e o “ABC”

Deixe um comentário

Arquivado em Futebol, Música, Vídeos