Arquivo da tag: lesão

Além da imaginação: o último voo de Falcao?

Imagine que a seleção de seu país tem uma geração promissora, um time entrosado, que fez uma bela eliminatória. Imagine que essa equipe tem um jogador acima da média, um atacante veloz, feroz na arte de fazer gols. Imagine que essa seleção é a Colômbia. Imagine que esse cara, Falcao García, pode ser?, é a grande esperança de liderar essa molecada a uma sonhada participação histórica na Copa do Mundo.

Imagine, agora, que esse ídolo arranque para o gol em um jogo de sua equipe, imagine o nome dela, algo como Monaco. Imagine que o rival é fraco, que tal um tal de Monts D’Or Azergues, que imagine, jogue na quarta divisão. Imagine que o lance é dentro da área. Imagine que o zagueiro dê um carrinho infantil. Imagine que o joelho da sua estrela dobre para o lado errado. Imagine a queda. Imagine a mão no joelho. O grito de dor. A apreensão.

Imagine que, depois de passar por exames, venha um diagnóstico dos piores. Sei lá, imagine algo grave, como uma ruptura dos ligamentos. Imagine que o tempo de recuperação seja de seis meses. Imagine que o sonho de tudo isso, da Copa, da geração, dos gols, enfim, imagine que o sonho de toda uma nação caia por terra. Imagine a tristeza. É de ficar com o coração destroçado, não? Imagine só!

Claro, há de se imaginar o outro lado. Imagine que há esperança, mesmo que ela seja do tamanho de um grão de mostarda. Imagine que você tenha apenas e tão somente isso a se apegar. Imagine que isso seja suficiente, muito mais do que suficiente, para acreditar que o sonho daquele Mundial, o sonho de toda uma vida, de um país, ainda está vivo.

Agora, apague a nuvem da imaginação. A realidade dói, destroça mesmo o coração. Resta, realmente, um grão de esperança. É nele que Falcao García se agarra, com unhas e dentes, na expectativa de um próximo voo. Um voo rasante, fulminante, dilacerante rumo à Copa. Um único e último voo. Imagine só como seria legal. Eu imagino.

P.S.: Veja aqui o vídeo da lesão do colombiano. E como fica a Colômbia para a Copa sem sua principal estrela? Leonardo Bertozzi mata o assunto em seu blog, “Sem Falcao, veja 10 atacantes que a Colômbia pode usar na Copa”.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Copa do Mundo, Futebol

E se Neymar…

A lesão de Neymar - Foto: Reprodução

A lesão de Neymar – Foto: Reprodução

… tiver uma lesão mais complicada?

E se essa lesão o tirar da Copa do Mundo?

Ah, o “se” não existe. Concordo, e tudo aqui é um exercício de futurologia, é pensar na pior situação possível. Há uma possibilidade? Sim, e vamos trabalhar com ela.

A respostas para a questão acima é simples: sem Neymar, o Brasil perde a Copa. Se, com ele, já acho que será um feito e tanto, sem ele, já era.

A comparação é simples. Se acontece o mesmo com Messi, a resposta seria a mesma. Cristiano Ronaldo? Ribéry? Idem e idem. Eles são os melhores do mundo. Com eles, há chances, umas melhores, outras nem tanto. Perdendo qualquer um deles, esquece.

O desfalque de um cara como Neymar faria com que Felipão tivesse que quebrar a cabeça e mudar tudo em uma seleção armada, em um grupo fechado. Lembrando que o Brasil tem apenas um amistoso antes da Copa, contra a África do Sul, dia 5 de março, a situação seria calamitosa, catastrófica.

Obviamente, os deuses do futebol aprontam aqui e ali, e seria politicamente correto dizer que “tudo pode acontecer”. Neymar pode sofrer a lesão, Felipão convocar Lucas, Lucas destruir e ser “o cara” do hexa. Mas sem ficar em cima do muro, um desfalque do quilate do craque do Barcelona seria devastador. Ousaria até dizer que as chances de avançar em um mata-mata seriam ridiculamente pequenas.

Para muitos, a Copa começa dia 12 de junho, com Brasil x Croácia. Para mim, ela pode acabar em um 17 de janeiro.

P.S.: Escrevo esse texto na noite desta quinta, então, ele tem prazo de validade. Se, olha o “se” de novo aí, tudo der certo, eu mudo. Se não, fica por isso mesmo.

1 comentário

Arquivado em Futebol

Ricky Rubio, retrato de uma lesão

Ricky Rubio - Foto: Jim Mone/AP, Arte/Ricardo Zanei

Ricky Rubio - Foto: Jim Mone/AP, Arte/Ricardo Zanei


Ricky Rubio, a lesão e o choro. Uma pena. A torcida é para que a volta seja ainda mais brilhante que o começo arrasador. O moleque é bom de bola mesmo.

Deixe um comentário

Arquivado em Basquete, NBA

Por que o futebol ainda é legal

Renard carrega Musonda; exemplo de amizade - Foto: Reprodução de TV

Renard carrega Musonda; exemplo de amizade - Foto: Reprodução de TV

Quem lê esse blog sabe que eu sou meio pessimista em relação ao futebol atual e, principalmente, ao rumo que o esporte está tomando. No entanto, algumas cenas mostram que ainda há esperança, não só no mundo da bola, mas também no ser humano.

Fim da Copa Africana de Nações, Zâmbia campeã, emoção à flor da pele. Jogadores fazem aquela festa absurda no gramado. Título inédito para uma seleção que poderia ter entrado no mapa da bola na Copa do Mundo de 1994, mas um acidente aéreo vitimou 18 jogadores de uma talentosa geração um ano antes do Mundial. Enfim, justiça.

Aí, as câmeras captam o técnico Herve Renard carregando Joseph Musonda no colo. O jogador de Zâmbia havia se lesionado no início da decisão contra Costa do Marfim e mal tinha condições de ficar de pé. O treinador, então, não teve dúvida: colocou o comandado nos braços e o levou para a festa do título.

A cena é das mais belas dos últimos tempos não apenas quando o assunto é futebol. Ali, você pode achar exemplo para um monte de coisa: amizade, companheireismo, bondade, doação, união… Você escolhe a palavra e, ali, quase com certeza, achará um pouco disso.

A atitude de Renard foi uma das mais louváveis. Claro, é a comemoração por um título inédito, e acredito que tem jogador que nem lembrou do companheiro machucado. Mas o treinador foi direto ali e só comemoçou a celebrar depois de contar com a companhia física, ali do lado, de seu comandado, ferido, justamente, na batalha decisiva.

Ainda há esperança no futebol e, por que não, no mundo? Há, sim. E o que aconteceu na final da Copa Africana é o mais límpido exemplo disso.

Deixe um comentário

Arquivado em Futebol