Arquivo da tag: Caio Júnior

Grêmio, “panejamento”, “pôjeto” e o preço do “pofexô”

Luxemburgo no Grêmio - Foto: Reprodução / Site oficial do Grêmio

Luxemburgo no Grêmio - Foto: Reprodução / Site oficial do Grêmio

O Grêmio fez bons negócios no início da temporada. Se está jogando bem, se deu liga, é outro papo, mas não dá para reclamar que o clube não se mexeu no fim do ano. Entre outros, contratou Marcelo Moreno e Kléber, que podem formar uma boa dupla de ataque. Trouxe Marco Antônio antes de perder Douglas. Negociou Adílson, mas se reforçou com Léo Gago. Enfim, o bom elenco do ano passado ganhou umas peças bacanas para 2012.

Ah, o time mudou de técnico. Saiu Celso Roth e veio Caio Júnior. Era o nome certo? Ele encontrou o time?Pecou pelas troca seguidas na equipe? Não sei, mas tenho certeza que ele não teve tempo para trabalhar. Contratar um cara no dia 5 de dezembro e demiti-lo 77 dias depois é atestar incompetência. E, claro, jogar o atestado no colo do treinador.

Várias cartas na mesa, boatos aqui e ali, e o escolhido foi Vanderlei Luxemburgo. Porto Alegre vai receber, pela primeira vez, o “panejamento, o pôjeto do pofexô”. E aí, eu pergunto de novo: era o nome certo? Há alguns anos, eu diria que sim. Mas, hoje, a resposta é simples: não.

Ouso dizer que Luxemburgo foi um dos melhores treinadores da história do país. Foi a mente brilhante que comandou times brilhantes. Sem pensar muito, posso dizer que talvez tenha sido, depois de Telê, o técnico que eu mais gostei de ver no comando. Isso, até, digamos, o Santos de 2004. Dali em diante…

Nos últimos anos, Luxemburgo protagonizou uma sucessão de erros e equívocos bizarros no comando de tudo que é time, incluindo o Real Madrid. Ele poderia ter se eternizado, virado um daqueles anjos sagrados do futebol mundial, mas se perdeu. Os motivos, bem, vocês sabem…

Agora, é a vez de o Grêmio pagar para ver. Curioso é que uma propaganda no site oficial do clube diz que “O Grêmio tem um plano para quem vibra com o clube”. Impressiona como ainda tem gente que acredita nele, que cai na ladainha do “pôfexo”, falando de “panejamento” e “pôjeto”. A lábia e a lógica luxemburguianas são boas, quase imbatíveis na teoria, mas o preço que se paga é alto demais. Luxemburgo, também. Aliás, hoje, Luxemburgo, de graça, é caro. Espero errar nessa, mas o Grêmio já já vai sentir saudades de Caio Júnior.

Deixe um comentário

Arquivado em Futebol