UFC Rio: a caça por ingressos e um sobrinho ensandecido

UFC Rio, lá vamos nós - Foto: Reprodução

UFC Rio, lá vamos nós - Foto: Reprodução

Adoro MMA. Não sei explicar, mas acho bem legal. Não discuto com quem não gosta: é meio difícil justificar racionalmente o apreço por um esporte em que dois seres humanos entram em uma espécie de jaula e tiram sangue um do outro.

Em julho de 2009, tive a oportunidade, pelo UOL Esporte, de cobrir a 100ª edição do UFC, em Las Vegas. Foi, com certeza, a atmosfera mais impressionante que eu já vi e vivi em um evento esportivo. Depois disso, viciei. Vejo sempre que posso, vejo lutas mais de uma vez, enfim.

De uma forma ou de outra, passei um pouco desse meu gosto para o meu sobrinho. Fernando, filho do meu irmão do meio (eu sou o caçula) é um moleque, ou melhor, um marmanjo de 21 anos, 10cm mais alto e 12 anos mais novo que o tio. Aí, a ordem dos fatores é simples: anúncio do UFC Rio, anúncio do início da venda de ingressos, o dia da venda de ingressos.

Sou bem perdedor quando o assunto é comprar ingressos. Consegui (na verdade, minha namorada me deu de presente de Natal) ingressos para o show do U2 no Morumbi só quando foi anunciada a data extra e graças ao cartão de crédito de um dos meus irmãos. Nos EUA, assistir a um jogo do New York Knicks no Madison Square Garden foi um parto (a saga está contada aqui).

Aí anunciam que vai ter UFC Rio, e eu já começo a ouvir um “vamos, tio”. Aí o evento é apresentado e anunciam a data de venda de ingressos. Aí, 16 de junho, começa a venda: o primeiro lote foi para portadores de cartão de crédito do HSBC. Descobri que ninguém no mundo tem cartão de crédito do HSBC, mas o lote acabou rapidinho. Foi a primeira derrota da família.

A segunda fase foi para as pessoas comuns como os Zaneis, na noite do dia 17 de junho. Tinha combinado com meu sobrinho que eu tentaria da minha casa, e ele da dele. Horas antes, minha namorada me liga e diz que tinha ganho um par de ingressos para o show do Jota Quest. Quando? Naquela noite, às 22h. A venda seria aberta às 23h30. Ou seja: a bomba ficou na mão do moleque.

Fernando tentou a compra no site Ingresso.com por mais de hora, em três navegadores diferentes. Enquanto isso, trocava mensagens, digamos, desesperadoras, comigo. Assim como centenas de pessoas (e dezenas de amigos), ele também não conseguiu comprar nada.

Bom, ingressos esgotados, certo? Errado. Veio, então, a notícia de um site, o UFC Rio Experience, que vendia pacotes. Os módicos preços, sem contar o transporte, iam de R$ 1.640 a R$ 5.525. Brincadeira, né? Acabou o sonho? Nada disso. Novos pacotes, agora com aéreo (sem taxa de embarque), foram lançados, de R$ 4.351 a R$ 11.922. A brincadeira virou palhaçada, não?

Assim, as esperanças foram devidamente enterradas, e o papo UFC meio que esfriou entre eu e o Fernando. Até pensei em comprar ingresso para ver as lutas no cinema, mas acabamos desistindo também.

Eu nem pensava mais em UFC Rio quando meu sobrinho me chama no MSN nesta segunda-feira, dia 25 de julho: “Você viu que vai vender ingresso para o UFC?”. Não tinha prestado atenção, mas, minutos antes, eu tinha recebido um release sobre um novo lote de ingressos. Fernando ficou louco. À noite, ele estava ensandecido: me ligou e montou campana em frente ao computador esperando a abertura da venda. Os manézinhos (tio e sobrinho) só esqueceram de um detalhe: a venda começava na terça.

Terça à noite, 26 de julho, a tática era: eu tentaria comprar da minha casa, ele tentaria da dele. Acabei o trabalho como free lancer para o UOL por volta de 20h30 e fui ao shopping com a namorada. Jantamos, e cheguei à casa dela umas 23h. Imediantamente, liguei o netbook. A internet caía e voltava, para meu desespero. Liguei também o desktop. Fernando devia estar desesperado também, porque me ligou umas duas vezes, mas esqueci o celular no carro.

Enfim, a Internet funcionou. Estava eu com um desktop e um netbook na minha frente, dando F5 antes mesmo das 23h30, horário de início da venda. Fernando deve ter começado com os seus F5s uma meia hora antes que eu. Quando a tela mudou para a abertura da venda de ingressos, deu aquele frio na barriga. Comecei o processo e, quando estou do meio para o fim, pisca o MSN, anunciando o milagre. “Comprei, palavrão. Comprei, palavrão. Não acredito. A gente vai no UFC, palavrão. Palavrão, palavrão, palavrão, palavrão”.

Quem tem sabe o quanto é legal ter sobrinho. Quem viu nascer acha sensacional ser tio. Eu vi nascer um molequinho e hoje convivo com um segurança de boate. Ler aquele marmanjo surtando por conseguir os tão suados ingressos me encheu de alegria. Acho que fiquei mais feliz por ele do que por mim. Eu já tinha desistido, jogado a toalha. Ele, não.

Agora, que venha o UFC Rio. Meu sobrinho já se matou para conseguir o tão sonhado ingresso. Então, vocês, lutadores, se esforcem, dêem o sangue, literalmente. Se não… Nada não, nada não…

P.S.: Conecto o MSN hoje e, meu sobrinho manda um: “***AAALHO, TAMO NO UFC RIO. HUHU. kopsakosa”. Genial!

Anúncios

8 Comentários

Arquivado em Lutas, MMA

8 Respostas para “UFC Rio: a caça por ingressos e um sobrinho ensandecido

  1. Pingback: Sejam bem-vindos ao UFC ou o dia em que o Rio tremeu | Blog do Zanei

  2. Pingback: Pitacos do UFC Rio e blog em recesso | Blog do Zanei

  3. Pingback: Rashad x Tito e a luta que se perde ma véspera | Blog do Zanei

  4. Pingback: Rashad x Evans e a luta que se perde ma véspera | Blog do Zanei

  5. Pingback: Skate: Bob Burnquist, um sobrinho radical e um esporte marginalizado | Blog do Zanei

  6. Michel Martinez

    Eu também tentei comprar no dia 17, foram 2 horas na frente do computador. Na segunda eu nem tentei, eu não sabia, fiquei sabendo agora que li a saga. Você devia ter me avisado.
    Gostei do texto “Sobre o Autor”, sensacional!!!
    Grande abraço, saudades de você!!!

    • Pô, mérmão, não sabia que você queria ir! Se soubesse, tinha comprado um “pacote”. Que pena! E ainda me deu bronca, olha só que folgado!
      Saudade do senhor também! Vamos combinar aquele encontro pra você não ir!
      Abração!!!!

  7. Fernando Zanei

    Até me emocionei com a matéria.. 😀 Eu já tava pensando em fazer planos pra assistir outro, porém, fora do país.. Me faltam dedos para contar os dias e me sobra ansiedade pro dia que será histórico, memorável! Beijo tio !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s